> Pagamentos Móveis > Samsung Pay: a solução para aceitar cartão sem NFC ou contactless?

Samsung Pay: a solução para aceitar cartão sem NFC ou contactless?

By Luciana Damasceno|2017-11-25T12:43:38+00:00Janeiro 12th, 2016|Tags: |

Outra opção em pagamento móvel do tipo carteira digital é o Samsung Pay, lançado no ano passado nos Estados Unidos e ainda sem previsão de lançamento em Portugal.

Descubra de seguida como funciona essa solução e como ela o pode ajudar a ganhar dinheiro no seu negócio, para que possa estar pronto para a sua chegada.

Como funciona o Samsung Pay

O sistema da Samsung funciona da mesma maneira que o dos seus concorrentes. No entanto, o Samsung Pay também pode ser aceite por leitores de cartões e em máquinas sem tecnologia NFC ou Contactless, ampliando o acesso de vendedores e lojistas a esse tipo de pagamento.

Para autorizar o pagamento, o cliente irá usar um número PIN ou a impressão digital para confirmar a sua identidade.

A novidade vai estar disponível, de início, apenas para os aparelhos Galaxy S6, Galaxy Note 5, Galaxy S6 Edge, Galaxy S6 Edge+ ou Galaxy S6 Edge Active, ou seja, para os modelos mais caros da Samsung.

Nos Estados Unidos, o cliente deve ainda ter um cartão de crédito Visa, Mastercard ou American Express de bancos específicos, como o Bank of America, Citi ou Chase. Cartões-presente podem também ser adicionados à aplicação Samsung Pay.

O download da aplicação pode ser feito através da Google Play gratuitamente.

Segurança e parceria com bancos e cartões: desafios do Samsung Pay

Mais do que a tecnologia em si e a necessidade de despertar o interesse de clientes e vendedores, soluções como a do Samsung Pay enfrentam dois desafios maiores: a segurança e a formação de parceria com bancos e instituições financeiras emitentes e/ou gestoras de cartões de crédito.

Na questão da segurança, soluções como o Samsung Pay, Apple Pay e Android Pay têm despertado a preocupação de diversos especialistas, que desconfiam da qualidade das medidas de segurança adotadas pelas empresas que trabalham no desenvolvimento de formas de pagamento móveis.

Já no assunto parceria, o fato é que este tipo de pagamento só pode ser efetivado por meio de acordos previamente estabelecidos com bancos e instituições financeiras gestoras de cartões de crédito.

E, além da confiança não ser algo criado no mercado financeiro de uma hora para outra, existe o fato de que muitas instituições financeiras contam com as suas próprias soluções para pagamento móvel, e podem não ter interesse em apoiar um possível concorrente.

Por isso, mantenha-se informado sobre esta e outras novidades em pagamentos móveis que devem chegar a Portugal em breve e serão do interesse de muitos clientes. O importante, neste momento, é conhecer cada uma delas e aguardar para ver como os clientes irão (ou não) usá-las na compra de produtos e/ou serviços.