> Pagamentos Móveis > Apple Pay: uma boa ideia para o comerciante português?

Apple Pay: uma boa ideia para o comerciante português?

By Luciana Damasceno|2017-11-25T12:40:01+00:00Janeiro 12th, 2016|

As opções para pagamentos móveis ganharam mais um reforço com a possibilidade de uso do Apple Pay como forma de aceitar cartão de crédito. Este sistema permite a quem tem um telemóvel iPhone da Apple, um tablet iPad, ou ainda um Apple Watch, pagar por produtos e serviços sem necessidade de cartão de crédito ou de dinheiro.

A novidade já pode ser usada nos Estados Unidos e no Reino Unido, e espera-se que, em 2016, fique acessível noutros países da Europa, inclusive em Portugal.

Mas, será que você, pequeno comerciante, terá muitos clientes interessados em pagar com o Apple Pay no seu negócio?

Como funciona o Apple Pay

Apesar do Apple Pay não ter sido lançado oficialmente em Portugal, é importante que saiba como funciona, caso um cliente inglês ou dos Estados Unidos queira usá-lo no seu negócio.

Para isso, ele vai necessitar de um dos dispositivos da Apple (com sistema operativo iOS 8.1), a aplicação Passbook instalado, e um cartão de crédito internacional.

A confirmação do pagamento é feita através do Touch ID. Este sensor é capaz de reconhecer a identidade do utilizador por via da impressão digital.

Se quiser oferecer essa opção de pagamento aos seus clientes, quando a mesma chegar a Portugal, vai necessitar de um leitor de cartões de crédito com tecnologia NFC (Near Field Communication).

De acordo com a empresa, nenhum dado da compra, do cliente ou do vendedor fica armazenado no telemóvel ou no tablet, na máquina de cartões ou com a Apple.

Kiev Ukraine - September 24 2014: Close-up shot of brand new Apple iPhone 5S showing apple.com website with news announce of Apple Pay service.

Foto:@Bloomua

Quanto custa vender com o Apple Pay?

De acordo com a empresa da maçã, nem o seu cliente, nem o comerciante necessitam de pagar uma taxa extra ou mensalidade pelo uso do Apple Pay. Até o momento, a Apple divulgou apenas a cobrança direta de taxas aos bancos que aceitarem aderir ao sistema.

Assim, terá apenas que pagar as taxas que já contratadas quando adquiriu a sua máquina de cartão de crédito.

Ressalve-se ainda que o Apple Pay aceita cartões de crédito e débito American Express, MasterCard e Visa, até ao momento.

Telemóveis, relógios inteligentes e tablets compatíveis com o Apple Pay

O Apple Pay pode ser utilizado com os seguintes aparelhos compatíveis:

  • iPhone 6
  • iPhone 6 Plus
  • Apple Watch

Para a compra através de aplicações online, é possível ainda usar o iPad Air 2 e iPad mini 3.

Quais as vantagens do Apple Pay?

As vantagens do Apple Pay são basicamente as mesmas de qualquer solução móvel que não exija o uso de cartão de crédito durante a transação: não necessitar de ter o cartão de plástico nas mãos, não precisar de se lembrar do PIN ou da palavra-passe, entre outras.

No entanto, a ausência do pagamento de taxas poderá significar um valor final mais vantajoso tanto para o cliente como para o comerciante – desde que os bancos parceiros não decidam transmitir, futuramente, os seus custos com a Apple ao cliente ou ao comerciante.

O veredito para a pequena empresa

Assim, o público português que tem um iPhone ou outro aparelho da Apple parece estar longe de deixar o cartão de crédito em casa, pois ainda não se sabe quando o Apple Pay chegará a Portugal.

Enquanto isso, você, pequeno comerciante, poderá achar prudente aguardar o lançamento do Apple Pay em Portugal, para que possa observar se os seus clientes o irão utilizar.

Mas, mesmo assim, é bom estar atento às notícias, pois, em termos de pagamentos móveis, tudo muda muito rapidamente.